5 provas que a Toyota não é a marca careta que você acha

 em News

Até fãs de carros japoneses admitem que a Toyota não desperta paixões tão intensas como Honda ou mesmo Nissan. Mas nem por isso é justo taxá-la como “marca de tiozão” só por causa do Corolla. A empresa já fez (e ainda faz) muita coisa legal em mais de 80 anos de história pelo mundo. Dá uma olhada!

Histórico rico em competições: WEC, Fórmula 1, rali…

Marca voltou ao WRC em 2017 com o Yaris

Se você acompanha automobilismo certamente tem alguma memória da Toyota nas pistas. Foi para participar das competições que em 1993 nasceu a Toyota Motorsport GmbH, sediada na Alemanha.

Ok, nem todas as incursões foram bem sucedidas: a esquecível passagem da empresa pela Fórmula 1 entre 2002 e 2009 ficou marcada por fracos resultados (o maior feito foi o 4º lugar no Mundial de Construtores de 2005) e até uma acusação de espionagem industrial em sua segunda temporada.

Muito antes disso, porém, a Toyota fez sucesso no rali, acumulando três campeonatos mundiais – sendo o último deles conquistado pela lenda Carlos Sainz em 1999 ao volante de um… Corolla! A fabricante voltou à modalidade apenas em 2017 com a Toyota Gazoo Racing WRT, que usa o Yaris.

A lenda Carlos Sainz foi campeão mundial em 1999 com um Corolla hatch

A montadora também participa do Campeonato Mundial de Endurance (WEC) desde 2012. Apesar de ter um bom carro desde o princípio, a marca foi ofuscada por Audi e Porsche nos primeiros anos. A sonhada conquista nas 24 Horas de Le Mans parecia certa em 2016, quando o time liderou a prova por 23 horas e 55 minutos.

Uma inesperada falha mecânica, porém, jogou a vitória no colo da Porsche, resultando em uma das cenas mais dramáticas da história do automobilismo. Sem as alemãs, a Toyota finalmente levou o primeiro lugar em Le Mans na temporada 2018.

Protótipo TS-050 deu a aguardada vitória da Toyota em Le Mans

Por fim, a Toyota também compete nas categorias norte-americanas de turismo, como a NASCAR (com o Camry) e a Truck Series (com a picape Tundra).

Um presidente gearhead como nós

Akio Toyoda (à frente) participou das 24h de Nürburgring

Akio Toyoda não é o típico presidente de uma grande empresa. Mesmo no comando da maior fabricante de automóveis do planeta, o japonês arranja tempo para se divertir. Toyoda foi um dos pilotos dos três carros da fabricante nas 24 Horas de Nürburgring, uma das provas mais tradicionais da categoria de endurance. Detalhe: ele correu com o pseudônimo “Morizo”.

Century de Toyoda tem visual invocado e tração integralFora das pistas, Akio usa um Century (sedã de luxo vendido apenas no Japão) feito especialmente para ele. O Century GRMN tem um visual mais esportivo, kit aerodinâmico e rodas e freios maiores. O motor 5.0 V8  é o mesmo do modelo original, mas o carro do presidente tem tração integral.

Supra: a lenda esportiva que está de volta

Não conhece este Supra? Então saia daqui agora!

O Supra surgiu em 1978 como um projeto baseado no Celica – tanto é que era conhecido como Celica XX no Japão e Celica Supra fora de lá. A segunda geração foi lançada em 1981 e teve um 2.8 de 181 cv, saindo de linha em 1985. No ano seguinte veio seu sucessor, que já estreou com um motor 3.0 de seis cilindros em linha que entregava 203 cv.

A geração mais famosa veio em 1993. O Supra da geração conhecida como A40 virou um ícone do mercado de esportivos japoneses, e fez sucesso até em países onde os carros feitos no Japão nem eram tão cultuados assim. O motor 3.0 2JZ-GTE recebeu melhorias para entregar 330 cv nas unidades vendidas fora de seu país natal.

Curiosamente, o Supra A40 ficou ainda mais famoso justamente no ano em que saiu de linha. Isso aconteceu por conta do lançamento do filme “Velozes e Furiosos” em 2002.

É BMW ou Toyota? Até o motor 3.0 vem da Alemanha…

O anúncio de uma possível volta do Supra causou alvoroço nos fãs, mas a quinta geração finalmente estreou em 2019 causando muita polêmica. Fruto de uma parceria firmada com a BMW, o Supra é uma versão cupê do Z4. Até as motorizações são feitas pela empresa alemã, como o 3.0 de seis cilindros em linha com 340 cv.

Críticos dizem (com razão) que um nome da importância do Supra merecia um tratamento mais exclusivo. Mas isso não faz dele um esportivo menos atraente – muito pelo contrário.

E não é só o Supra: tem também o GT86

Subaru ou Toyota? GT86 é quase clone do BRZ

O Supra não é o único expoente de esportividade dentro da linha Toyota. O GT 86 foi lançado em 2011 após um trabalho em colaboração com a Subaru, que resultou também no BRZ.

O cupê de tração traseira tem motor 2.0 boxer aspirado naturalmente com 200 cv e dois tipos de transmissão: manual ou automática, ambas com seis marchas. A Toyota trouxe dois exemplares para o Brasil quando ainda estudava sua viabilidade para nosso mercado, mas acabou desistindo da importação.

Os carros, porém, ainda circulam pelas dependências da fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

Hilux já foi ao Pólo Norte e resistiu até a uma tentativa de “assassinato”

Eis a indestrutível Hilux que sobreviveu até à implosão de um prédio

Se a Hilux tem uma imagem de picape robusta hoje em dia ela deve muito ao “Top Gear”. O programa da BBC foi responsável por duas das maiores façanhas da história do modelo: uma picape especial preparada juntamente com a Arctic Trucks para desbravar o Pólo Norte. O carro, aliás, veio até para o Salão do Automóvel de São Paulo de 2008.

Que tal uma dessas para ir fazer compras no supermercado?

Alguns anos antes a Hilux ganhou fama mundial por sua robustez acima de qualquer prova. Em 2003, o então apresentador Jeremy Clarkson fez de tudo para tentar destruir uma antiga Hilux dos anos 80. Nada parecia ser capaz de parar a picape, mesmo depois dela ter sido batida de todas as maneiras possíveis, mergulhada no mar e até incendiada.

O jeito foi colocá-la no topo de um prédio prestes a ser implodido. Retirada dos escombros completamente desfigurada, a picape surpreendentemente continuou funcionando e por muito tempo fez parte do cenário das gravações.

https://www.youtube.com/watch?v=xnWKz7Cthkk

Recommended Posts

Deixe um comentário