5 carros que talvez você nem sabia que foram (ou são) feitos no Brasil

 em News

A indústria automotiva brasileira não tem a mesma grandeza de antes, mas ainda está entre as maiores do mundo. Várias marcas têm fábrica por aqui, e alguns modelos bem diferentes já foram produzidos no Brasil. Separamos a seguir cinco deles, dá uma olhada:

Volkswagen Golf GTI VR6

Golf VR6 teve apenas 99 unidades destinadas para o mercado brasileiro

Todo mundo sabe que a quarta geração do Golf foi produzida no Paraná por longos 15 anos. Mas o que nem todos sabem é que a Volkswagen também fez o Golf VR6 no país. A versão esportiva já era fabricada em São José dos Pinhais desde 2002 para atender os mercados dos Estados Unidos e Canadá, e no ano seguinte a VW decidiu lançá-lo no Brasil como série especial.

Foram apenas 99 unidades destinadas para nós em 2003. Além da carroceria de duas portas (existe um exemplar com quatro portas, que teria sido um pedido do então diretor da fábrica paranaense, Thomas Schmall), ele tinha um motor 2.8 V6 importado da Alemanha, que entregava 200 cv e torque máximo de 26,5 kgfm. O câmbio era manual de seis marchas e manopla imitava o desenho de uma bola de golfe – uma referência à primeira geração do GTI, lançada nos anos 70.

Curiosamente, o VR6 não era mais rápido que o GTI turbinado: ele acelerava de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos (apenas 0,1 segundo mais ágil) e atingia a velocidade máxima de 209 km/h, contra 227 km/h do GTI.

Land Rover Defender

Defender foi fabricado pela Karmann-Ghia em São Bernardo do Campo

A Land Rover abriu sua primeira fábrica no Brasil em 2016, mas já havia produzido veículos por aqui. Em 1998, a empresa começou a fazer o Defender em São Bernardo do Campo (SP). A produção ficava a cargo da Karmann-Ghia, tradicional encarroçadora de veículos que fez modelos como o clássico Volkswagen Karmann-Ghia.

A empresa forneceu várias unidades para as Forças Armadas, mas a marca interrompeu as atividades em dezembro de 2005. O motivo foi o alto investimento necessário para desenvolver um motor que atendesse às novas normas brasileiras de emissões de poluentes. Foram aproximadamente 7 mil carros fabricados no ABC Paulista.

BMW X4

X4 é o carro nacional mais caro da atualidade

Pouca gente lembra que a BMW faz carros no Brasil desde 2014. Atualmente, a marca produz quatro modelos em Araquari (SC), sendo um deles o X4. O crossover, aliás, é o modelo mais caro feito no país: R$ 325 mil na versão 28i, que traz um motor 3.0 de seis cilindros em linha. Preço salgado, mas o conteúdo é de primeira linha, incluindo sistema de estacionamento semiautônomo, faróis bi-xenon direcionais, seletor de modos de condução e piloto automático com frenagem de emergência.

Mercedes-Benz Classe C Sportscoupé

Classe C Sportscoupé feito aqui era vendido só na Europa

A Mercedes-Benz fabrica o Classe C em Iracemápolis (SP) desde 2016. Porém, o modelo já foi nacionalizado muito antes disso. Em 2007, a marca decidiu montar o Classe C Sportscoupé na planta de Juiz de Fora (MG), ociosa desde o fim da produção do Classe A em 2005.

As carrocerias eram trazidas diretamente da Alemanha e a produção seguia o regime de CKD, no qual  o carro é apenas montado na fábrica. O detalhe mais importante é que os veículos feitos lá eram exportados para a Europa em vez de vendidos no mercado brasileiro.

Renault Twizy

Twizy já foi fabricado no Brasil, mas nunca foi vendido aqui

O pequenino Twizy sequer é vendido no Brasil, mas já foi fabricado localmente em 2014. A produção quase artesanal ficou sob responsabilidade da Itaipu Binacional, empresa de energia hidrelétrica que utiliza o veículo em suas dependências, em Foz do Iguaçu (PR). Na época, a iniciativa serviu como um estudo para possível produção local, algo que nunca aconteceu. É por isso que a tiragem foi muito limitada: apenas 32 unidades.

 

Recommended Posts

Deixe um comentário